O melhor do Rio de Janeiro está aqui. Centenas de fotografias, o Rio antigo, crônicas, música, bossa nova, MPB, sugestões de passeios, a história do Rio de Janeiro desde a fundação.

Floresta da Tijuca

Floresta da Tijuca por texto e fotos de José Conde da Rocha

Preocupado com a falta d’água que afetava a cidade do Rio de Janeiro, D. Pedro II mandou plantar a Floresta da Tijuca em 1861, sendo este o primeiro exemplo no Brasil, de reconstituição de cobertura vegetal com espécies nativas.

Quando a cidade começou a crescer com a chegada da família real, as florestas e matas circundantes começaram a ser devastadas para plantio, e suas madeiras eram usadas, para lenha e carvão. Com as plantações de café a coisa piorou ainda mais e até as encostas das montanhas foram devastadas. Por quatro vezes seguidas, na primeira metade do oitocentos, o Rio de Janeiro foi castigado por secas e com a devastação das matas houve um comprometimento das nascentes dos rios. Um trabalho planejado, com a desapropriação prévia, desde 1854, de terrenos, sítios e propriedades onde estavam as nascentes, foi iniciado visando o reflorestamento com espécies nativas. Logo no primeiro ano, o administrador da floresta plantou 13.500 mudas. Apesar da forma pouco técnica e pouco científica com que o trabalho foi realizado durante longos anos, apesar da incompreensão dos órgãos públicos que cortavam as verbas sempre, no final do século já haviam sido plantadas 90.000 árvores e havia "nascido" uma magnífica floresta que hoje emoldura e protege a cidade do Rio de Janeiro e que foi transformada neste século, em parque municipal, tornando-se num dos lugares mais visitados pela população local e pelos turistas.

Entradas da Floresta da Tijuca:

A floresta possui sete acessos principais, correspondentes a seus portões de entrada:

* Sumaré (Estrada do Sumaré);
* dos Caboblos (Rua Almirante Alexandrino);
* Macacos (Estrada Dona Castorina);
* Passo de Pedras (Estrada da Vista Chinesa);
* Sapucaias (Estrada do Redentor);
* Solidão (Estrada do Açude da Solidão);
* Cascatinha 

Além desses acessos principais, há outros:

* pela Estrada das Canoas, ao conjunto da Pedra da Gávea e Pedra Bonita;
* pela Estrada Grajaú-Jacarepaguá, ao conjunto da Floresta de Três Rios. 

Horário: de 08:00 a 18:00 h

Tel.: 492-2252, 492-5407

Localização da Floresta da Tijuca: 

Na região central da cidade, separando a Zona Norte da Zona Sul. Entre os paralelos 22º55' e 23º01' de latitude sul e os meridianos 43º12' e 43º19' de longitude oeste.

Descrição da Floresta da Tijuca

É a maior floresta artificial do mundo, também é a maior em área urbana. Compõe-se de 3 grandes conjuntos de matas separados por eixos rodoviários que lhe permitem acesso fácil e rápido a partir dos bairros com que faz fronteira: Tijuca, Botafogo, Jardim Botânico, Gávea, São Conrado, Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Grajaú, Vila Isabel, Rio Comprido e Laranjeiras.

Com muitos pequenos animais vivendo livremente em área de mata fechada, possui rios, quedas d'água, lagos, mirantes, pontos de parada com mesas e "play-grounds" etc..

Entre seus muitos destaques estão o Açude da Solidão, o Bom Retiro, a Capela Mayrink, a Cascata Gabriela, a Cascata Taunay (Cascatinha), o Excelsior, a Gruta Paulo e Virgínia e a Gruta Luiz Fernandes.

É uma área de lazer pela qual se pode passear a pé, de bicicleta, motocicleta ou automóvel; a observação a partir de aviões ou helicópteros é permitida, mas vôos rasantes (menos de 300 m de altura) não são permitidos em nenhum dos parques nacionais do Brasil. Escaladas e pique-niques são atividades permitidas. O ingresso de animais domésticos (cães, gatos, cavalos etc.) não é permitido.

Sendo área de proteção ambiental, não são permitidos atos que possam perturbar o sossego dos animais ou causar qualquer outro prejuízo ao meio-ambiente, como jogar detritos nas matas, usar objetos sonoros que perturbem o ambiente, coletar espécimes de qualquer natureza (animal, vegetal ou mineral), caçar ou pescar, perseguir animais, fazer fogueiras, lavar automóveis etc..

É o segundo menor parque nacional do Brasil, com área aproximada de 3300 ha (33 Km²).

Roteiros na Floresta da Tijuca: 

O tempo mínimo necessário para conhecer os principais pontos turísticos desse Parque é de 2 dias. Esse tempo é suficiente apenas para um conhecimento superficial, em face da grande quantidade de atrações disponíveis aos visitantes. O acesso a alguns de seus pontos, como a Pedra da Gávea, leva um dia inteiro (ida e volta).

Algumas sugestões de roteiros são:

* setor Corcovado (Cristo Redentor, Paineiras, Mirante Dona Marta): 3 horas de carro;
* setor dos Macacos (Vista Chinesa, Mesa do Imperador, Mesa Redonda, Curva dos Bonecos)
* setor da Floresta da Tijuca (Cascatinha, Grutas, Excelsior, Bom Retiro etc.): 2 horas de carro, mas a estrada para o Excelsior encontra-se atualmente fechada à circulação de automóveis;
* setor Jacarepaguá (Garganta do Mateus, Serra dos Pretos Forros, Represa dos Ciganos) 

Flora da Floresta da Tijuca: 

A mata tropical pluvial original da região foi quase totalmente eliminada nos primeiros séculos da história da cidade. As mudas de árvores plantadas aos milhares foram trazidas de áreas vizinhas (Pedra Branca, Guaratiba etc.). A natureza foi gradualmente retomando seu curso e hoje há uma mata fechada de flora diversificada. 

Ali encontram-se espécies como: murici, ipê-amarelo, ipê-tabaco, angicos, caixeta-preta, cambuí, urucurana, jequitibá, araribá, cedro, ingá, açoita-cavalo, pau-pereira, cangerana, canela, camboatá, palmito, brejaúba, samambaiaçu, quaresmeira, caeté e pacova - além de musgos e líquens.

Há ainda espécies aclimatadas, que originalmente não compunham a flora local, como: bambu, dracena, beijo-de-freira, jaqueira, mangueira, fruta-pão, jambeiro, jabuticabeira e cafeeiro.

Fauna da Floresta da Tijuca: 

Muitos animais ainda encontrados em matas semelhantes na Serra do Mar ali não se encontram, em conseqüência da devastação ocorrida nos primeiros séculos da cidade. No entanto, há insetos e aranhas de diversas espécies, cobras (caninanas, corais, jararacas, jararacuçus), lagartos (calangos, iguanas, teiús), aves (saíras, rendeiras, tangarás, arapongas, beija-flores, juritis, gaviões, urubus, urus, jacupembas, inhambús-chintã), mamíferos (sagüis, macacos-prego, cachorros-do-mato, gatos-do-mato, quatis, guaxinins, pacas, ouriços-coendu, caxinguelês, tapitis, tatus, tamanduás-mirim, gambás) etc..

Nem todos os animais podem ser vistos pelos visitantes: alguns são notívagos, ao passo que outros escondem-se de seres humanos.

Geologia da Floresta da Tijuca: 

Com predominância de rochas compostas de gnaisse, há também grandes blocos de granito e veios de pegmatito. O maciço possui interrupções por diques de diabásio que, com a erosão, deram origem a gargantas e vales (como o Vale dos Macacos, Mesa do Imperador, Garganta do Mateus etc).

Embora seja muito conhecido como Floresta da Tijuca, na verdade a Floresta da Tijuca é apenas uma das muitas partes que compõem o Parque Nacional da Tijuca.: 

Com predominância de rochas compostas de gnaisse, há também grandes blocos de granito e veios de pegmatito. O maciço possui interrupções por diques de diabásio que, com a erosão, deram origem a gargantas e vales (como o Vale dos Macacos, Mesa do Imperador, Garganta do Mateus etc).

Embora seja muito conhecido como Floresta da Tijuca, na verdade a Floresta da Tijuca é apenas uma das muitas partes que compõem o Parque Nacional da Tijuca.: 

Muitos animais ainda encontrados em matas semelhantes na Serra do Mar ali não se encontram, em conseqüência da devastação ocorrida nos primeiros séculos da cidade. No entanto, há insetos e aranhas de diversas espécies, cobras (caninanas, corais, jararacas, jararacuçus), lagartos (calangos, iguanas, teiús), aves (saíras, rendeiras, tangarás, arapongas, beija-flores, juritis, gaviões, urubus, urus, jacupembas, inhambús-chintã), mamíferos (sagüis, macacos-prego, cachorros-do-mato, gatos-do-mato, quatis, guaxinins, pacas, ouriços-coendu, caxinguelês, tapitis, tatus, tamanduás-mirim, gambás) etc..

Nem todos os animais podem ser vistos pelos visitantes: alguns são notívagos, ao passo que outros escondem-se de seres humanos.

Geologia da Floresta da Tijuca: 

Com predominância de rochas compostas de gnaisse, há também grandes blocos de granito e veios de pegmatito. O maciço possui interrupções por diques de diabásio que, com a erosão, deram origem a gargantas e vales (como o Vale dos Macacos, Mesa do Imperador, Garganta do Mateus etc).

Embora seja muito conhecido como Floresta da Tijuca, na verdade a Floresta da Tijuca é apenas uma das muitas partes que compõem o Parque Nacional da Tijuca.

Fotos da Floresta da Tijuca

Mais fotos da Floresta da Tijuca

Para ampliar, clique com o botão esquerdo do mouse sobre cada uma delas

tiju1.jpg (39057 bytes) Cascatinha - Foto de José Conde da Rocha tiju2.jpg (41866 bytes) Cascatinha - Foto de José Conde da Rocha tiju3.jpg (26484 bytes) Vista Chinesa - Foto de José Conde da Rocha tiju4.jpg (36215 bytes) Cristo visto da Vista Chinesa - Foto de José Conde da Rocha tiju5.jpg (16355 bytes) Zona Sul do Rio - Foto de José Conde da Rocha tiju6.jpg (31944 bytes) Capelas Mayrink - Foto de José Conde da Rocha tiju7.jpg (26781 bytes) Igreja N.S. da Luz - Foto de José Conde da Rocha tiju8.jpg (19102 bytes) Floresta da Tijuca - Foto de José Conde da Rocha tiju9.jpg (36381 bytes) Fauna da Floresta - Foto de José Conde da Rocha tiju10.jpg (35945 bytes) Caminho da Saudade, uma das trilhas da floresta - Foto de José Conde da Rocha tiju12.jpg (24186 bytes) Um dos muitos riachos da floresta - Foto de José Conde da Rocha

Rio de Janeiro:
Crônicas
Fotografias
Bairros
Onde ficar - Hotéis no Rio de Janeiro
Onde se divertir no Rio de Janeiro
Onde comprar no Rio de Janeiro - Shoppings
Onde comer no Rio de Janeiro - Restaurantes

Recomendar com o Google +1: Recomendar esse artigo a um amigo Email

Região dos Lagos:
Iguabinha ou Iguaba Pequena
Iguabinha - Fotos
São Pedro da Aldeia
Iguaba Grande
Araruama
Araruama - Fotos
Arraial do Cabo
Arraial do Cabo - Fotos
Cabo Frio
Búzios
Armação dos Búzios
Saquarema

Turismo no Brasil - Região Sudeste:
Angra dos Reis
Arraial do Cabo - Praias e turismo
Iguaba Pequena e Lagoa de Araruama
Ouro Preto - Pousadas, hotéis, carnaval, igrejas e museus
Caxambu - Fotos, Parque das Águas, turismo e carnaval
São Lourenço MG - Hotéis, pousadas, turismo e carnaval
São Paulo - Turismo e cultura
Minas Gerais - Turismo, cidades históricas, Belo Horizonte
Serras mineiras - Turismo em Cambuí, Gonçalves, Extrema, Camanducaia e Monte Verde
Espírito Santo, Vitória e Conceição da Barra - Turismo e praias
Campos do Jordão - Turismo e pontos turísticos
Ubatuba - Pousadas, hotéis, praias e turismo
Paraty RJ - Turismo, pontos turísticos, pousadas, mapa
Petrópolis RJ - Turismo, pontos turísticos e compras
Penedo RJ - Pousadas, hotéis, turismo, cachoeiras e chocolate
Visconde de Mauá
Saquarema - Fotos e história
Passeios no Rio de Janeiro
Museu de Arte Contemporânea
Pedra de Guaratiba RJ - Restaurantes, turismo e fotos
Palácio do Catete
Praias do Rio de Janeiro
Confeitaria Colombo no Rio de Janeiro
Morro do Pão de Açúcar no Rio de Janeiro e bondinho
Cristo Redentor no Corcovado
Jardim Botânico
Forte de Copacabana
Museu Histórico Nacional
Jardim Zoológico
Floresta da Tijuca
Museu Imperial de Petrópolis
Passeio de Helicóptero
Pista Claudio Coutinho

Turismo no Brasil - Região Sul:
Porto Alegre e Rio Grande do Sul - Turismo e gastronomia
Serra Gaúcha - Turismo, cidades
Gramado e Canela - Turismo e Pontos Turísticos
Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos - Turismo
Maria Fumaça - Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa
Beto Carrero World - Penha SC - Parque temático e montanha russa
Florianópolis SC - Praias, turismo, mapa
Turismo em Santa Catarina - Florianópolis, Balneário Camboriú e praias
Curitiba, Morretes e Foz do Iguaçu - Turismo no Paraná
Cataratas do Iguaçu - Fotos, turismo e hotéis

Turismo no Brasil - Região Nordeste:
Fernando de Noronha - Hotéis, localização, história
Salvador BA - Turismo, pontos turísticos, fotos, praias, hotéis, mapa
Olinda PE - Turismo, pontos turísticos, fotos
Praia de Porto de Galinhas - Recife, fotos
Porto de Galinhas - Praia, turismo, pousadas, hotéis, mapa
Ilha de Itamaracá em Pernambuco - Onde fica, fotos, praias
Pernambuco - Praias de Itamaracá, Porto de Galinhas, Muro Alto
Recife - Passeio de Catamarã
Recife - Turismo, praias e pontos turísticos
Rio Grande do Norte - Turismo e praias
Natal RN - Turismo, pontos turísticos, praias, pousadas
Alagoas, Maceió e rio São Francisco - Turismo e praias
Ceará e Fortaleza - Turismo, praias e dunas

Turismo no Brasil - Região Norte e Centro-Oeste:
Manaus - Turismo
Chapada dos Veadeiros - Parque Nacional e Ecoturismo

Página inicial do ALMA CARIOCA
Seções:
Rio de Janeiro
Turismo no Brasil e Viagens Nacionais
Turismo e Viagens Internacionais
Esportes
Olimpíadas Rio 2016 - Jogos Olímpicos e Paraolímpicos
Copa do Mundo Brasil 2014
Vídeos musicais nacionais
Vídeos musicais internacionais
Vídeos clips de músicas clássicas
Clipes musicais de filmes e trilhas sonoras
Melhores Sambas Enredo de Todos os Tempos
Vídeos de Mantras para Relaxamento e Meditação
Vídeos de músicas românticas internacionais e nacionais
Desenhos animados antigos da tv
Seriados antigos da tv
Trailers de filmes
Trailers de filmes clássicos de maiores bilheterias
Restaurantes, receitas e gastronomia
Crônicas
Bossa Nova
Rio Antigo
História Geral
História do Brasil
Geografia, Biomas brasileiros e ecossistemas
Artistas e celebridades

comments powered by Disqus

Política de Privacidade - Fale conosco
© 2001-2013 - Copacabana Internet